.


Sistema Solar em tempo real para educação astronômica...

Please install latest Flash Player to run Solar System Scope

PROPAGAÇÃO

segunda-feira, 6 de junho de 2011

OS CÍRCULOS UFOLÓGICO NAS PLANTAÇÕES EM TODO O PLANETA

Os Círculos nas plantações , que há mais de 20 anos supreendem ufólogos e cientistas, voltam em 2007 e 2008 com força total. Já são dezenas de registros em apenas pouco meses . Há mais de duas décadas eles surgem, sempre no verão do hemisfério norte -época de plantio e colheita de cereais -, desaparecem quando se encerra a estação .


Deixam para trás , além das impressionantes imagens , mais perguntas e quase nenhuma resposta. Assim são os círculos na plantações , que antes se limitava aos campos ingleses- especificamente a região sudoeste do país - e agóra se espalham por toda a Európa e atinjem outros continentes assim também como o BRASIL na américa do sul.


São figuras compléxas, conjunto de várias formas geométricas cuidadosamentes arranjadas em desenhos que desafiam a compreesão. Em geral, surgem durante à noite , sem que se observe o que os causa, e duram alguns dias. O método empregado pelos" artistas espaciais" é sempre o mesmo: as imagens são formadas pelo amassamento quase uniforme das plantas, normalmente aveia, trigo e cevada etc. Seus caules são misteriosamente dobrados sem se partirem, atravéz de uma técnica que desafia a ciência. As plantas, ainda amassadas , continuam a crescer e podem às vezes até ser colhidas e utilizadas para seus propósitos originais. Mas se ainda não se sabe quem os causa nem porque, os investigadores que há anos perseguem os círculos em toda a Inglaterra e outros países já tem duas certezas . A primeira é de que os responsáveis pelas figuras não são do nosso mundo. E a segunda, as imagens são uma espécie d "mensagem" que alguem quer nos passar. Mas quem ? Porque dessa forma? Eo que significam ? A pesar de mais de duas décadas de manifestação e cerca de 200 mil cículos já descobertos, permanecemos sem qualquer resposta. Então , se é assim, que pelo menos possamos admirar essas fantásticas figuras.

"Eram 9h15 da noite da segunda-feira, dia 10. Eu abri janela do quarto e vi um disco grande, não sei dizer o tamanho, mas era grande; tinha luzes vermelhas dentro, tipo um néon, e dois triângulos em cima, com luzes verdes, néon também. Ele girava bem lentamente. Fiquei olhando até umas quinze para a meia-noite. Do disco, saía um círculo, tipo uma sombra, do mesmo formato das marcas que apareceram nas plantações. Eu creio, não tenho certeza, mas acho que 'ele' estava tentando pousar e não conseguia, e que o círculo aparecia quando tentava pousar. Fiquei espantada, mas curiosa. Chamei os vizinhos, outras pessoas vieram e também viram. Liguei para a rádio da cidade, mas ninguém atendeu."

Círculos de Ipuaçu


Assim Ana Clei Teixeira, funcionária de um supermercado, relata sua visão de um objeto não identificado no céu de Ipuaçu, no interior de Santa Catarina. Na cidade de apenas 6,8 mil habitantes não se fala em outra coisa: de sábado para domingo apareceram, em duas plantações, círculos de aproximadamente 20 metros de diâmetro, cuja origem desconhecida suscitou os rumores de que a região tenha sido visitada por seres de outros planetas. "Todo mundo está apavorado, com um olho na terra e o outro no céu", contou Mauro Beviláqua, funcionário da prefeitura da cidade. Segundo seu depoimento, os dois círculos são idênticos e apareceram em duas propriedades, uma delas a 500 metros do perímetro urbano e outra a cerca de 4 km, em uma plantação de trigo e outra de tricale (híbrido de trigo e centeio), próximas a uma rodovia. Os boatos fizeram com que Ivo Luís Dohl, radialista de Xanxerê (a 25 km de Ipuaçu), crente de que "não estamos sozinhos no universo", convidasse o ufólogo Ademar José Gevaerd para visitar o local. Gevaerd, um professor de química que abdicou da profissão em 1986 para se dedicar exclusivamente à ufologia, é fundador e presidente do Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores - "a maior entidade do gênero do hemisfério sul", de acordo com sua home page - e editor da revista UFO. O especialista no assunto descartou a possibilidade dos círculos terem origem terrena: "Não podemos afirmar com garantia do que se trata, mas uma coisa é certa: aqueles círculos não foram feitos pela mão humana e nem por fenômenos da natureza, atmosféricos ou metereológicos". Gevaerd lista as peculiaridades que, em sua opinião, impossibilitam a confecção dos círculos por pessoas: a dimensão considerável das figuras, o fato delas serem idênticas, apesar de distarem 5 km uma da outra, e a maneira como os caules foram dobrados (todos uma única vez, no sentido horário, formando uma espiral e sem vestígios de queimadas ou quebras - o que segundo o estudioso, afasta a possibilidade das formas terem sido causadas por máquinas agrícolas). Gevaerd compara o caso com outros ocorridos no estado de São Paulo, nas cidades de Buritama, Riolândia e Peruíbe. "Lá, tratavam-se de marcas de pouso de naves. Em Ipuaçu, são sinais, mensagens de comunicação como aquelas que apareceram na Inglaterra, na década de 80". A comunidade ufóloga ainda não tem interpretações sobre o significado dessas mensagens.



Você acredita ou não? Bons contatos 73/51 a todos...




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recent Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...